Compartilhar isto

Assine a Rock News!

Conteúdos sobre autoconhecimento! :)

Batman: 7 habilidades do herói para você praticar agora

As 7 habilidades do Batman para você praticar agora
Diego Assis Prof. Roberto Sachs
Compartilhar isto

O conteúdo começa após a sugestão abaixo

Qual é a cor do seu perfil?

Descubra quais são seus pontos fortes e em quais habilidades você precisa investir. Faça o Teste das Cores e comece agora a transformar sua vida.

Você não precisa ser grande fã de quadrinhos para saber quem é o Batman.

Criado há mais de 80 anos, o personagem transcendeu há muito tempo as páginas dos gibis e fixou seu lugar no imaginário de diferentes gerações.

Os mais antigos ainda se lembram com carinho do Batman colorido da série de TV dos anos 60. Os quarentões talvez prefiram os filmes dos anos 80 e 90. Muitos millenials e alguns GenZ provavelmente foram introduzidos ao universo do Homem-Morcego através dos videogames, das séries animadas, das sátiras de Lego ou das encarnações mais recentes do herói nos cinemas.

Independente do grau de profundidade e conhecimento que você tenha sobre o Batman é praticamente impossível que não tenha usado uma máscara do herói em algum carnaval, vestido uma camiseta com o seu emblema ou mesmo ido a uma festinha infantil dedicada a ele.

Batman nunca sai de moda. E sempre que algum novo lançamento é colocado na praça — como é o caso de The Batman, filme com Robert Pattinson que chegou agora aos cinemas — o morcegão volta a ser assunto nas mais variadas rodinhas de conversa.

Como apaixonados pela cultura pop e convictos da ideia de que filmes, séries, quadrinhos e games podem trazer muitos ensinamentos, é lógico que a Rock Ensina não ia ficar de fora dessa.

Mas não vamos falar aqui sobre o filme. O assunto deste artigo é Batman, o personagem. E as principais habilidades que fazem dele um herói e que também podem ser colocadas em prática na sua vida e no trabalho.

Ficou curioso? Então segue o bat-sinal!

1. Batman é humano

Criado em 1939 por Bob Kane e Bill Finger, Batman é um dos super-heróis mais populares e mais antigos das histórias em quadrinhos, junto com o Superman.

Diferentemente deste último, contudo, Batman não é um alienígena ou um deus superpoderoso. Batman é humano, demasiado humano.

Isso significa que as principais habilidades que fazem com que ele seja tão bem-sucedido em sua cruzada contra os criminosos de Gotham City podem, teoricamente, ser desenvolvidas por qualquer um de nós.

Teoricamente porque ele continua sendo um personagem de gibi e muitas das coisas que faz, como saltar de prédios e planar usando uma capa ou enfrentar balas de peito aberto, não são exatamente indicadas para humanos com amor à própria vida.

Exageros à parte, o que faz de Batman um dos heróis mais queridos e duradouros da cultura pop é o fato de podermos nos conectar a ele.

Bruce Wayne, o homem por trás da máscara de morcego, é apenas um menino que perdeu os pais muito cedo e que, à sua maneira, conseguiu se levantar. Com muitos erros, acertos e principalmente dúvidas pelo caminho.

Se transportarmos isso para o dia a dia das empresas – ou mesmo em sua casa -, o que podemos aprender é que as melhores lideranças não são aquelas que se escondem por trás de uma armadura intransponível, que as impede de se mostrar em sua essência. Pelo contrário, os líderes mais inspiradores são aqueles capazes de expor suas características humanas e e fragilidades. Não ser perfeito – ou não se colocar como – é justamente o que aproxima o Batman e você das pessoas a seu redor.

2. Batman tem propósito

Uma das palavrinhas mais usadas nas empresas hoje, propósito é basicamente a razão maior pela qual você faz o que faz. Cada vez mais as pessoas esperam encontrar propósito na vida e no trabalho. Por que e para quem estou fazendo o que eu faço? Não é só pelo salário…

Pois bem, quem conhece a história de Bruce Wayne, o herói por trás da máscara do Batman, sabe que dinheiro não é exatamente o que ele busca. Bruce é na verdade um milionário, órfão de pai e mãe, mas criado em uma mansão com todas as mordomias e tecnologia que o dinheiro pode comprar. O que o faz vestir o uniforme todo dia e arriscar a vida enfrentando vilões é a sua vontade de trazer paz e esperança para os cidadãos de Gotham. Justamente o que ele perdeu com a morte tão prematura de seus pais.

Quem assistiu ao filme The Batman, que é ambientado apenas dois anos depois de Bruce decidir se tornar um vigilante, viu que nem sempre o propósito do personagem foi tão, digamos, heroico. A princípio, ele só queria vingança. Simples assim. Mas à medida em que vai percebendo seu papel na engrenagem maior de violência e corrupção, Batman percebe que há uma causa maior pela qual lutar. E é nesse momento que a vingança se converte na busca por esperança.

OK, você não precisa, se não se sentir apto, definir como seu propósito salvar o mundo ou a cidade em que vive. Mas conseguir reconhecer que o seu trabalho está contribuindo para melhorar, ainda que um pouquinho, a vida de quem está a seu lado ou mesmo do seu cliente já faz muita diferença. Nem todo herói usa capa.

Batman treina e estudo duro3. Batman treina duro

Já ouviu falar que não existe almoço grátis, né? Bom, já que o Bruce Wayne não nasceu com superpoderes ou com um gene mutante como os heróis da Marvel, ele precisou treinar duro para conseguir se tornar um dos nomes mais temidos pelos criminosos das ruas de Gotham City.

As histórias em quadrinhos e filmes mostram que antes de se tornar o herói, Bruce Wayne passou anos estudando artes marciais, técnicas militares de combate e de espionagem. O personagem também é extremamente culto, capaz de cruzar as referências mais diversas, da ciência à alta cultura, para matar as charadas (com o perdão do duplo sentido) e desvendar os planos de seus inimigos.

Para empregar os termos que a gente usa bastante aqui na Rock Ensina: Batman investe constantemente em repertório e sabe que conhecimento é rocha. Ele é disciplinado e altamente focado em seus estudos e sabe que qualquer informação a mais pode colocá-lo alguns passos à frente das mentes mais engenhosas e ardilosas de seus rivais.

4. Batman é planejador

Como vimos acima, estar bem preparado física e intelectualmente é uma das principais armas do Batman. Mas isso só faz diferença quando ele transforma esses trunfos em ação. Em outras palavras, além de deter e levantar informações, Batman é um excelente planejador.

Seja nos cinemas, nos seriados ou nos quadrinhos, o herói é sempre mostrado em sua famosa Batcaverna estudando as pistas e o histórico dos criminosos que deseja perseguir para então traçar seu plano de ação.

Uma vez determinado esse roteiro, o herói nunca sai de casa sem os recursos necessários para a missão que vai cumprir. Podem ser armas especiais em seu cinto de utilidades, o veículo apropriado para perseguições em terra, água ou mar, ou até mesmo um ridículo “bat-cartão de crédito” usado em uma das cenas mais antológicas (de tão ruins) dos filmes do herói no cinema nos anos 90.

Se você é aluno da Rock Ensina e já fez o seu Teste das Cores vai entender quando dizemos que Batman é um legítimo Azul: racional, valoriza dados, organização e lógica.

Azul como a cor da capa do herói em uma de suas melhores fases nas histórias em quadrinhos, de Neal Adams, nos anos 70, aliás de forte inspiração para o diretor Matt Reeves nesta mais recente encarnação de Batman nos cinemas.

5. Batman trabalha em equipe

É verdade que, ao menos para os vilões de Gotham City, Batman é quem sempre acaba levando a fama. Mas o que muitos deles não reconhecem é que por trás do Homem-Morcego tem sempre alguém ajudando. A começar de Alfred. O mordomo da mansão Wayne não só criou Bruce desde que o herói perdeu seus pais, como também está sempre ao lado, de corpo presente ou como uma voz no rádio, a orientar cada passo de Batman nas vielas escuras de Gotham.

Em muitas de suas aventuras e investigações, Batman conta ainda com o valioso apoio do Comissário Gordon, um dos poucos chefes da polícia que não o veem como uma ameaça, mas sim como aliado.

Isso sem falar no garoto prodígio Robin, seu fiel companheiro na série de TV dos anos 60, nas HQs e desenhos animados, e na própria Mulher-Gato, uma mistura de ladra e heroína com quem já dividiu inúmeras missões – e alguns romances – ao longo de sua história.

No mundo dos negócios cada vez mais se tem repetido a frase de que “ou vencemos como um time, ou morreremos como indivíduos”. É certo que essa frase nunca saiu da boca de Batman, mas bem que poderia…

6. Batman é antifrágil

Já dissemos que Batman é humano e, apesar de usar um traje à prova de balas, ele tem suas fragilidades e pode perfeitamente morrer em ação.

O que queremos dizer quando afirmamos que Batman é antifrágil, parafraseando o escritor Nicolas Nassim Taleb, é que ele é capaz de transformar as adversidades em combustível para o seu desenvolvimento.

Em seu livro sobre antifragilidade, Taleb aponta a habilidade de certos organismos e pessoas se beneficiar do caos e dos pequenos estressores que fazem com que eles perseverem quanto tudo parece apontar para o contrário.

Nada mais Batman do que isso. A origem do herói está no trauma da perda dos pais, assassinados por um criminoso quando ele era ainda criança. Em vez de se render ao medo, ele dá a volta por cima e se torna ele próprio o medo para os criminosos. Além disso, diariamente ele apanha, sofre quedas e ferimentos graves em combate. Sua capacidade de se reerguer e voltar a lutar, no entanto, é o que deixa os inimigos ainda mais furiosos e suscetíveis a erros que ele não vai cometer novamente.

É óbvio que não estamos dizendo aqui que praticar a antifragilidade no nosso cotidiano é sair saltando de prédios ou enfrentando bandidos de peito aberto como se fôssemos heróis de gibis. Mas a disposição de Batman de se expor a riscos, cair e aprender com eles, é o que faz dele um exemplo quando falamos de encarar as adversidades e crescer com elas.

Batman curte a vida surfando7. Batman curte a vida (às vezes)

Se você já assistiu ao mais recente filme, The Batman, provavelmente vai discordar da afirmação acima. De fato, o Batman vivido por Robert Pattinson é um sujeito bem perturbado que ainda não é capaz de aproveitar nem as oportunidades que a vida de milionário lhe traz.

O mesmo também vale para outras encarnações mais sombrias do herói, como a trilogia de filmes de Christopher Nolan ou as graphic novels mais pesadas como Cavaleiro das Trevas ou Piada Mortal.

Mas estamos falando de 80 anos de Batman e, em outras dessas histórias, Bruce Wayne se permite aproveitar muitas das benesses que sua posição social privilegiada oferece. Nestas, ele é retratado como um playboy bon-vivant, que come do bom e do melhor, dirige carros de luxo e se diverte com algumas das mais belas namoradas de Gotham City.

Na série de TV dos anos 60, muito mais escrachada, ele chega até a tirar uma onda na praia, surfando de calção estampado ao lado do arqui-inimigo Coringa em uma disputa pra lá de engraçada.

Brincadeiras à parte, o que queremos dizer aqui é que, nesses momentos, Batman está sendo capaz de encontrar o equilíbrio de sua Estrela da Vida.

Ou seja, está conseguindo cuidar igualmente das cinco pontas que tornam nossa vida mais plena e bem-sucedida: Estudo e Trabalho, Saúde Física, Mental e Financeira, sem se esquecer do Lazer!

**

Treinar duro, planejar, trabalhar bem em equipe e assumir riscos. Tudo isso alinhado e equilibrado com seus propósitos. Pensando bem, não parece tão difícil assim se tornar o Batman da sua própria vida. Que tal começar hoje? Chama a Rock que a gente te ajuda a chegar lá!

Qual é a cor do seu perfil?

Descubra quais são seus pontos fortes e em quais habilidades você precisa investir. Faça o Teste das Cores e comece agora a transformar sua vida.

Talvez também se interesse

Deixe um Comentário